Tem um gato na minha tumba!

Hoje, 22 de setembro, é o Dia da Fauna. E os animais estão representados também nos cemitérios. Conheça um pouco sobre a arte tumular, seus símbolos e significados

Sabe aquela história de que a arte imita a vida? E se eu te disser que ela também decora a morte? Desde as cavernas, o homem se utiliza de símbolos para se expressar e garantir que seu legado permaneça depois de sua partida.

Gustave Le Bon, um dos fundadores da Psicologia de Massa, explica as obras de arte nos túmulos:

“Não são os fatos em si que ferem a imaginação coletiva, mas sim o modo pelo qual se lhes apresentam. Os monumentos e as comemorações são, sem dúvida, os meios mais proveitosos, práticos e seguros, para gravar no espírito do povo as proezas de um herói, a grandeza de um nome ou a importância e o significado de um acontecimento”.

A arte cemiterial ganhou força nos séculos XVIII e XIX, impulsionada pela criação das Ciências Sociais e estudos psicológicos e antropológicos sobre a brevidade da vida e o morrer, e pela própria criação dos cemitérios. Até então, os sepultamentos eram feitos nos jardins das igrejas.

O Romantismo, movimento artístico, intelectual e filosófico que surgiu na Europa no final do século XVIII, e atingiu seu ápice na metade do século XIX, também influenciou artistas a levarem suas obras ao cemitérios. Até porque, nesse período, os cemitérios eram lugar de confraternizações, onde se podia passear ou tomar um chá com as amigas.

A arte tumular e seus animais

São muitos os símbolos usados na arte tumular. Vou me conter aos que podem ser vistos nos cemitérios brasileiros, que costumam trazer mais objetos e flores do que animais em suas sepulturas.

Gato: para os egípcios os gatos eram a personificação da deusa da fertilidade Bastet, ou seja, vida. Ele simboliza a independência, sabedoria, sagacidade, equilíbrio. Já patas felinas esculpidas nas quinas dos túmulos são usadas para lembrar que o falecido era o responsável pelo sustento da família. Na arte tumular, também são representados como animais de estimação.

Cachorro: símbolo de lealdade, amizade, proteção. É o melhor amigo em todas as horas. Por outro lado, é também usado em túmulos femininos ou de viúvas, representando a submissão da mulher ao homem (gosto disso não!).

Pomba: é o símbolo da paz. No cristianismo, representa o Espírito Santo. Na Idade Média, acreditava-se que as almas dos falecidos viravam pássaros, então podemos interpretá-las também, como liberdade.

Cobra: simboliza o renascimento, a renovação, a criação, a dualidade, a escuridão, o mistério, a tentação, o engano, a destruição. Quando a estátua segura uma serpente, podemos interpretar como a derrota do demônio pelo falecido, domou o pecado e subiu aos céus.

Galo: é o amanhecer que espanta a escuridão e que anuncia um novo dia, uma nova vida. A simbologia do galo é associada também à bondade e à segurança.  

Cordeiro: é o símbolo de Cristo e o Seu sacrifício para salvar a humanidade. O cordeiro deitado representa o corpo ferido; sentado é a representação da Igreja triunfante. Em geral, o cordeiro é a pureza, a inocência, a docilidade, bem como a vítima sacrificial. Por conta disso, é visto frequentemente em túmulos de crianças.

Devemos sempre levar em conta que a simbologia usada na arte tumular nem sempre vai significar exatamente o que os livros dizem. Ela pode ser fruto de um gosto pessoal do falecido, dos desejos dos vivos que o quiseram homenagear, ou apenas reproduções de obras vistas em outros cemitérios.

Por isso, sempre reforçamos a importância de se expressar em vida o que você gostaria que fosse feito no seu funeral e sepultamento. Vai que colocam um burro no seu túmulo?!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: